Devemos nos permitir a fazer aquilo que nos agrada e nos faz bem.

08:11

Quando eu era criança tinha um costume de todas as noites ver as estrelas e conversar com elas, também às vezes acordar no meio da noite só para ver o sol nascer, até que um dia eu sentada na varanda da minha casa olhando para as estrelas e conversando com elas, alguém me abordou e me perguntou:  por que eu estava  fazendo isso, eu respondi: gosto de conversar com as estrelas, o silêncio delas me passam paz, o brilho dela me faz acreditar que mesmo na escuridão, podemos brilhar. Essa pessoa falou para minha mãe: Sua filha está louca, ela fala com as estrelas, certamente isso não é normal. Eu ouvindo isso, fiquei  envergonhada e profundamente triste e a partir desse dia parei de observar
as estrelas e desabafar para elas, porém com o passar dos anos, eu me perguntei, por que parei de ver as estrelas e de vez em quando, parar tudo só para  observar o nascer do sol e o pôr do sol?  Por que é loucura? Mas será que loucura não é quem perdi essas belezas por achar que é loucura, besteira ou desinteressante só porque vê todos os dias? Se algo me faz bem, por que parar? Só porque alguém me disse que é errado, mas será que é errado mesmo? E por que é errado? E o que é certo e o que é errado? As criticas  só devem ser bem vindas desde que sejam construtivas. Por que, essa pessoa em vez de sentar e conversar comigo, não fez, mas me julgou?
Em suma, cheguei a uma conclusão, não devemos deixar de fazer algo só porque alguém diz que não é certo, que não é bom. Pois muitos estão prontos para julgar mas não para ajudar. Devemos nos permitir a fazer aquilo que nos agrada e nos faz bem.



You Might Also Like

0 comentários